Fonte:
"WILHELM REICH - 
BIOGRAPHICAL MATERIAL.  HISTORY OF THE DISCOVERY OF THE LIFE ENERGY  
(EUROPEAN AND AMERICAN PERIOD, 1920-1952)", 
ORGONE INSTITUTE PRESS, 1953

Organizador: Ailton Bedani


A  B  C  D  E  F  G  H   I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S   T  U  V  X  Z

A

ANORGONIA
Condição [que expressa] a diminuição ou carência de orgonicidade ("The condition of diminished or lacking orgonity").

ANÁLISE DO CARÁTER
Originalmente, uma modificação da costumeira técnica psicanalítica da análise dos sintomas através da inclusão do caráter e da resistência de caráter no processo terapêutico. Contudo, a descoberta da couraça muscular requereu o desenvolvimento de uma nova técnica, a vegetoterapia. A posterior descoberta da energia orgone organísmica ("bio-energia") e a concentração de energia orgone atmosférica em um acumulador de energia orgone exigiram o subseqüente desenvolvimento da vegetoterapia caractero-analítica em uma orgonoterapia biofísica.

ANGÚSTIA ESTÁSICA
A angústia causada pela estase de energia sexual no centro do organismo quando a descarga orgástica periférica encontra-se inibida.

B

BIONS
Vesículas de energia que representam estágios de transição entre as substâncias viva e não-viva. Formam-se constantemente na natureza através de um processo de desintegração da matéria orgânica e inorgânica, processo que é passível de reprodução experimental. Os bions contém energia orgone, isto é, Energia Vital e podem se desenvolver em protozoários e bactérias.

C

CARÁTER
Estrutura típica do indivíduo, sua maneira estereotipada de agir e reagir. O conceito orgonômico de caráter é funcional e biológico, não um conceito estático, psicológico ou moralista. 

CARÁTER GENITAL
A estrutura de caráter não-neurótica, que não padece de estase sexual e que, conseqüentemente, é capaz de uma auto-regulação natural fundamentada na potência orgástica.

CARÁTER NEURÓTICO
O tipo de caráter que, devido a uma estase bioenergética crônica, funciona em concordância com o princípio da regulação moral compulsiva.

COURAÇA
Veja couraça do caráter, couraça muscular

COURAÇA DO CARÁTER
A soma total das atitudes caracteriais típicas que o indivíduo desenvolve como um bloqueio contra seus impulsos ("excitations") emocionais, resultando em rigidez corporal, perda de contato emocional, "amortecimento" ("deadness"). Funcionalmente idêntica à couraça muscular.

COURAÇA MUSCULAR
A soma total das atitudes musculares (espasmos musculares crônicos) que o indivíduo desenvolve como um bloco contra a irrupção de emoções e sensações de órgão, particularmente angústia, raiva e excitação sexual.

D

DEMOCRACIA DO TRABALHO
O funcionamento, entre seres humanos, de relações de trabalho naturais e intrinsecamente racionais. O conceito de democracia do trabalho representa a instituída realidade (não a ideologia) destas relações que -- embora freqüentemente distorcidas devido ao encouraçamento em voga e às ideologias políticas irracionais -- estão, contudo, na base de toda realização social.

E

ECONOMIA-SEXUAL
O corpo de conhecimentos dentro da orgonomia que trata da economia da energia (orgone) biológica no organismo,  da casa da energia.

ESTASE
O represamento da energia orgone no organismo - portanto, a fonte de energia para a biopatia e o irracionalismo.

ENERGIA ORGONE
Energia Cósmica Primordial; universalmente presente e possível de ser demonstrada visualmente, termicamente, eletroscopicamente e através do contador Geiger-Mueller. No organismo vivo: Bio-energia, Energia Vital. Descoberta por Wilhelm Reich entre 1936 e 1940.

F

FUNCIONALISMO ORGONÔMICO ("ENERGÉTICO")
A técnica funcional de pensamento que norteia a pesquisa orgonômica clínica e experimental. Tem como principal diretriz  a identidade das variações em seu princípio de funcionamento comum (PFC). Esta técnica de pensamento desenvolveu-se durante o estudo da formação do caráter humano e conduziu à descoberta da funcional energia orgone organísmica e cósmica, provando, assim, ser o correto espelhamento dos processos naturais básicos, tanto no vivo quanto no não-vivo. 

G/H

I

IMPOTÊNCIA ORGÁSTICA
A ausência de potência orgástica. A [impotência orgástica] é a característica mais importante do comum e corrente ser humano de hoje; devido ao represamento da energia biológica (orgone) no organismo, ela alimenta a fonte de energia de todo tipo de sintomas biopáticos e de irracionalismo social.

J /K/L/M

N

NEUROSE ESTÁSICA
Todos os distúrbios somáticos que são o resultado imediato da estase de energia sexual, tendo como seu núcleo a angústia estásica .

O

ORANUR
Diz respeito a energia orgone em um estado de excitação induzido por energia nuclear (DOR significa "Deadly" OR Energy, Energia Orgone Mortal)

ORGASMO
A unitária e involuntária convulsão do organismo como um todo no acme do abraço genital. Este reflexo, devido a sua natureza involuntária e à prevalência da angústia orgástica, está bloqueado na maioria dos humanos de civilizações que suprimiram a genitalidade de crianças e adolescentes.

ORGONICIDADE ("ORGONOTY")
A condição de confinar energia orgone; a quantidade de energia orgone confinada. ("The condition of containing orgone energy; the quantity of orgone energy contained")

ORGONOMETRIA
Pesquisa orgonômica quantitativa.

ORGONOMIA
A ciência natural [que investiga a] energia orgone cósmica ("The natural science of the cosmic orgone energy") 

ORGONOTERAPIA
Orgonoterapia Física: Aplicação da energia orgone em estado natural ("physical"), concentrada em um acumulador de energia orgone, para aumentar resistência bioenergética natural do organismo contra a doença.
Orgonoterapia Psiquiátrica: Mobilização da energia orgone no organismo, isto é, a liberação de emoções biofísicas dos encouraçamentos muscular e caracterial, com o objetivo de estabelecer, se possível, a potência orgástica.

ORGONÓTICO
Qualidades referentes à orgonicidade de um sistema ou uma condição ("Qualities concerning the orgonity of a system or a condition")

P

PESTE EMOCIONAL
O caráter neurótica atuando destrutivamente na cena social.

POTÊNCIA ORGÁSTICA
Basicamente, a capacidade para uma completa entrega à convulsão involuntária do organismo e à  completa descarga da excitação no acme do abraço genital. A [potência orgástica] sempre está ausente em indivíduos neuróticos. Ela pressupõe a presença ou o estabelecimento do caráter genital, ou seja, a ausência das patológicas couraça do caráter e couraça muscular. Geralmente, a potência orgástica não é [devidamente] diferenciada das potências eretiva e ejaculatória, as quais são apenas pré-requisitos para a potência orgástica. 

Q/R/S/T/U/V/X/Z